Previsão sobre a temporada

Notícias Dez 11, 2020

O LA Clippers entra nessa nova temporada com algumas mudanças no elenco e com uma nova perspectiva, porém mantém o mesmo objetivo que é vencer o campeonato. Como escrito antes, a noite do recrutamento do Clippers foi muito boa, deu uma nova cara ao time, a franquia trouxe dois jogadores potencialmente para o futuro e a aquisição de Luke Kennard que deve ser peça importante nesse ano.

Kawhi e Paul George
Kawhi teve uma temporada fenomenal no calibre do jogador que ele é. Fez um playoff impecável individualmente, coletivamente o time deu uma patinada e viu sua vantagem ir pro espaço com a virada por parte de Denver. O próprio já disse estar motivado e que os acontecimentos vão ser de extrema importância para serem melhores. Leonard deve vir para mais uma temporada incrível, quebrando recordes da franquia e liderando o time na tentativa de vencer o primeiro título.
Paul George já é um caso mais delicado, terminou a temporada em baixa com um playoff que ficou a desejar, mas que tem tudo para se recuperar da péssima impressão que deixou e ter uma temporada de renascimento, principalmente agora com a motivação de ter assinado uma extensão com a franquia. Precisamos ficar de olho em como Lue vai utilizá-lo até porque em entrevista, PG reclamou de como era utilizado pelo antigo treinador e pelo seu potencial nós sabemos que ele tem tudo para fazer uma temporada melhor do que a do ano passado, onde na regular season, teve médias de 25 pontos por jogo, arremessando 41% na bola de fora, é essa sequência que esperamos dele.

via @LAClippers


Comissão Técnica
Essa é com certeza a mudança radical que tivemos. Ballmer mencionou após a eliminação na Bolha que teríamos trocas e seriam impactantes, e foi o que aconteceu. Steve deu todo o poder para Tyron Lue escolher com quem queria trabalhar e trouxe bons nomes. Kenny Atkinson, Dan Craig, Larry Drew, Roy Rogers e Chauncey Billups são nomes que possuem histórico positivos, agradam e nos dão uma confiança de que o trabalho esse ano será melhor do que o da última temporada.
Lue disse em entrevista nos últimos dias que o time vai ter que aprender a lidar com as adversidades que acontecerem durante a temporada e se manterem “unidos mentalmente” para poderem ter êxito na temporada.  

Luke Kennard
Confesso que é o cara que eu estou mais ansioso para ver nesse ano, o mesmo disse em entrevista estar 100% e deve atuar nessa pré temporada. Luke vai ser um 6º ou um 7º homem na rotação do Lue para esse ano e tem a possibilidade de jogar com e sem a bola, num futuro próximo, quando Lou sair (aposentadoria ou troca) deve assumir as ações vindo do banco.
Também em entrevista, Lue disse que vê Kennard e George como jogadores para o futuro e nesse ponto, eu concordo. Luke com ou sem o Williams, sendo utilizado da maneira correta, tem seu lugar garantido e um papel muito importante em um postulante ao título. Paul George assinou uma extensão, então já podemos pensar em um futuro que ele esteja.

Luke Kennard / @LAClippers


Sistema novo
Lue foi efetivado no cargo com a missão de dar literalmente uma nova imagem pro Clippers. Mudar sistema de jogo, cuidar do vestiário, introduzir uma nova filosofia e ainda sim com o objetivo de vencer o campeonato, principalmente para não se ter uma narrativa de uma possível saída de Kawhi Leonard.
A única amostra que tivemos de Tyron Lue como treinador foi em sua passagem por Cleveland, tempo que foi campeão com LeBron James. O treinador disse que tem intenção de implementar um novo ritmo, fazer o time correr mais, os jogadores sendo usados nos seus pontos fortes dentro de quadra e talvez uma maior presença dos jovens em quadra, do núcleo, pode ser apenas que o Zubac consiga mais tempo de quadra que os demais.

Recorde: 48-24
No geral, o time não precisa de tantos ajustes. Não é uma equipe do zero, contém dois All Star de prateleira e de respeito. O banco continua forte, teve melhoras com Ibaka e Kennard e com a chegada do Batum, a expectativa é ter uma bola de três confiável e a experiência para com os demais.
A dupla Kawhi e PG vão continuar sendo as primeiras opções de ataque, com Beverley, Morris e Zubac na ajuda. São muitos pontos fortes que o time precisa aproveitar. O setor defensivo tem peças para ser melhor e brigar para ser top 5  da liga. Potencial tem!
Deve variar entre 45 a 48 vitórias, abaixo disso, talvez seja algo para se preocupar e analisar os motivos de tantas derrotas, com esse time saudável, o mínimo é garantir o 2º lugar no Oeste.


#ClipperNation