O Draft dos Clippers

Notícias Nov 19, 2020

  O recrutamento do Clippers como já era de se esperar, foi um draft morno, muito em questão de não ter tantas escolhas disponíveis e também para não fazer loucuras em melhorar o time em uma classe de novatos muito fraca comparado a anos anteriores.
Após a noite de ontem, finalizamos a noite com 5 novos jogadores. Luke Kennard (via troca), Jay Scrubb e Daniel Oturu (via draft); Jordan Ford e Malik Fitts (não-draftados)

Luke Kennard: Adquirido na troca que mandou Landry Shamet para Brooklyn, Luke desembarca em LA como uma incógnita se vai conseguir se manter saudável ou não. Na última temporada com Detroit, jogou 28 jogos, onde conseguiu uma média de 15.8 pontos, 4.1 assistências e 3.5 rebotes, todos os números como melhores da carreira.
 No desastre que foi o time do Pistons nessa última temporada, junto do Rose, Kennard foi um dos jogadores que conseguiram se sair bem mesmo jogando tão pouco tempo. Com essa troca, podemos chegar a uma pequena conclusão de que é apenas questão de tempo para Lou Williams ser trocado ou sair através da agência livre, a chegada de Luke além de abrir espaço no CAP (McGruder foi envolvido na troca), pode abrir mais uma vaga no elenco, até porque o futuro do Reggie Jackson ainda é incerto.

Luke Kennard


Jay Scrubb: Novato de 20 anos, não teve uma experiência contra times relevantes do país (Junior College) mas mesmo assim conseguiu demostrar a dominância contra esses times menores. Jogador atlético, com boa leitura tanto ofensiva quanto defensiva, pode ser uma grata surpresa vindo do banco de reservas. Seu jogo altera muito pelo fato de também ser um jogador útil sem a bola, gosta de explorar um Pick&Roll e ser agressivo em direção à cesta. Lapidado, pode ser uma grande peça vindo o banco, principalmente por ter uma agressividade que não temos no Terance Mann e pode jogar na posição 2 e 3, é uma escolha muito boa.

Jay Scrubb

Daniel Oturu: 21 anos, segundo ano, de Minnesota. Comparado a sua 1º temporada, teve uma significativa melhora protegendo como atacando. É um pivô que gosta de jogar próximo da cesta, possui um footwork que precisa dar uma aprimorada, mas mesmo assim tem um grande teto de evolução. Seu jogo não é apenas de costas pra cesta, na última temporada, obteve uma porcentagem de 36% arremessando na média distância e 35% no arremesso de 3PT. Um big que pode ganhar alguns minutos e que junto do Kabengele devem ganhar minutos significativos na G-League.

Daniel Oturu

Jordan Ford: Contratado após serem divulgadas as 60 escolhas do recrutamento, Ford, 22, é um Senior (último ano) e assinou um contrato de exibição de 10 dias com a equipe. Deve participar do training camp no 1º dia de dezembro, mas não deve compor o elenco principal, a tendência é jogar na G-League.

Malik Fitts: Companheiro de Ford, Malik também foi recrutado pelo Clippers após o draft. Fitts aparece com números melhores do que seu colega, na última temporada, contribui com 16.5 pontos, 7.1 rebotes e com uma porcentagem de arremesso de 47.2% FG e 40.8% 3PT FG. Não deve conseguir uma vaga no elenco principal também mas deve integrar o Agua Caliente.

Nota: Na medida do possível, um 10. Clippers mirou especificamente em dois jogadores, conseguiu trazer via troca, um cara importante que pode ajudar na rotação vindo do banco e abriu espaço no CAP para movimentos na agência livre. O trabalho ainda não terminou, renovações e contratações ainda estão por vir.

#ClipperNation